6/01/2011

Caqui: benefícios à saúde


Originário da China e do Japão, o caqui se deu muito bem no Brasil devido ao clima tropical. Cultivada em praticamente todo o país, a fruta é excelente fonte de vitaminas E e C - que auxiliam na defesa e manutenção do organismo - e sais minerais como ferro, fósforo e cálcio.

Isso sem contar que é uma fruta rica tanto em água (ideal para retenção de líquidos) como em fibra solúvel, o que significa que é uma boa alternativa para aquelas pessoas que sofrem de prisão de ventre.

É bom também para quem sofre de colesterol alto, dado que retém o colesterol que está no trato digestivo, ajudando a que uma parte dele seja eliminado pelas fezes. Também é muito bom para pessoas que têm hipertensão.

É rica também em outro componente fundamental para manter a saúde: o betacaroteno, que atua como antioxidante e combate a formação de radicais livres, sendo um nutriente essencial para a visão, unhas e cabelos e auxilia o desenvolvimento ósseo. Além disso, retarda o envelhecimento precoce do organismo.

E o caqui é fonte ainda de licopeno, um fitoquímico com importante atuação na defesa do organismo.

Delicado e com casca muito fina, o caqui precisa ser bem embalado para a venda. Na hora da compra, deve estar livre de rachaduras, firme e com a coloração uniforme. A recomendação é consumi-lo in natura, ou seja, cru.

Mas muitas pessoas gostam de saboreá-lo na forma de suco. Este, porém, tem de ser bebido logo após o preparo. Do contrário, o sabor é alterado e perde-se parte das vitaminas.

Sua colheita começa no final de janeiro e vai até agosto, com o pico da safra entre os meses de março e maio, quando sua oferta aumenta nas feiras e supermercados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário